Ferry Caminha-A Guarda condenado a chegar ao fim

Atravessamento do rio garantido há mais de um ano por pequenos barcos devido a problema em cais espanhol. Autarca português defende embarcação amiga do ambiente.

O ferryboat Santa Rita de Cássia, que começou a operar no rio Minho em 1995, entre Caminha e A Guarda (Espanha), e está parado há mais de um ano, pode nunca mais regressar à atividade.

Com a pandemia e o fecho de fronteiras, foi forçado a parar, retomou as carreiras no verão de 2021, mas o cais galego ficou inoperacional e teve de encostar no fim de agosto do lado português. E ali permanece à espera que a entidade com competência, os Portos da Galiza, concretize as obras necessárias na margem espanhola. A ligação está a ser garantida por cinco pequenas embarcações privadas.

Fonte:jn.pt, 16 Outubro 2022

Leia o artigo original aqui.

Partilhe este artigo nas suas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *